Loading
Vivence Suítes Hotel

Bons Motivos para Visitar os Museus de Goiânia

  • Home
  • Blog
  • Posts

Goiânia possui espaços privilegiados que mostram a cultura e preservam a história local. E os Museus de Goiânia são elementos indispensáveis no roteiro turístico dos visitantes e também uma ótima opção de passeio para os moradores, que precisam conhecer e valorizar ainda mais o Patrimônio Histórico Cultural da cidade. E para o turista que pretende fazer o Roteiro, o melhor hotel em Goiânia e mais perto dos melhores Museus é sem dúvida o Vivence Suítes Hotel de Goiânia.

E para despertar o interesse dos moradores e dos turistas preparamos uma lista com os Museus de Goiânia:

Museu de Arte de Goiânia (MAG)

Inaugurado no dia 20 de outubro de 1970, o Museu de Arte de Goiânia (MAG) funcionou nos seus primeiros tempos na Praça Universitária. Destinado às artes visuais, o MAG foi transferido para o Bosque dos Buritis em 1981. Centenas de obras, de diferentes linguagens artísticas, compõem o seu acervo, formado pelos nomes de maior representatividade da arte brasileira, como: Siron Franco, Antônio Poteiro, Frei Confaloni, DJ Oliveira, Gustav Ritter, Cleber Gouvêa, Amaury Menezes, Maria Guilhermina e muitos.

Museu de Arte de Goiânia

Endereço: Rua 1, nº 605, Bosque dos Buritis, S. Oeste.
Telefone: 3524-1190.
Horário de Funcionamento: : terça a sexta-feira, das 9h às 18h, sábados e domingos, das 10h às 16h

Museu de Arte Contemporânea (MAC)

O Museu de Arte Contemporânea – MAC – é um espaço adequado para exposições e eventos sociais e presta homenagens a dois dos maiores ícones das artes visuais, que contribuíram para que Goiás conquistasse notoriedade nacional, são eles que emprestam seus nomes às galerias de arte: D. J. Oliveira e Cléber Gouvêa.

Endereço: Centro Cultural Oscar Niemeyer
Telefone: (62) 3201-4932
Horário de funcionamento:
Terça-feira a sexta-feira: das 9 às 17 horas.
Sábado, domingo e feriado: das 11 às 17 horas.
Segunda: fechado para visitação.

Museu de Escultura ao Ar Livre

O Museu de Escultura ao Ar Livre foi desenvolvido dentro do conceito de participação, criação, e interação-didática, inserido em um contexto Arte-Natureza-Vida, junto à população de Goiânia, como sinônimo de cultura e cidadania. Localizado na praça Honestino Guimarães, (mais conhecida como praça universitária), foi projetado para 26 esculturas e 2 painéis. Cada artista elaborou sua obra nas técnicas desejadas, pela plasticidade do bronze, do alumínio, do aço, do ferro, da pedra sabão, da madeira e da cerâmica, influenciados por vários estilos adotados ao longo da história da arte, sendo que esses estilos vão se alternando do abstrato ao figurativo, das maiores para as menores, no patamar mais baixo da praça, em sentido horário.

O museu, idealizado por Maria Célia Câmara, foi implantado em 2000, através do incentivo da Lei Rouanet e da Associação dos Escultores de Goiás. O espaço, projetado para 26 esculturas e dois painéis, é formado por obras livres colocadas sobre o chão. Cada artista elaborou seu trabalho com as técnicas que considerou mais adequadas, utilizando como materiais bronze, alumínio, aço, ferro, pedra sabão, madeira ou cerâmica. O objetivo da ação é promover interação entre os visitantes e os possíveis significados da obra e criar proximidade da população goiana com a arte

Endereço: Praça Universitária

Museu de Ornitologia José Hidasi

Criado há mais de 40 anos, o local conta com exposição permanente de animais e aves empalhados de várias partes do mundo. José Hidasi, húngaro naturalizado brasileiro, é fundador do museu e pretende transformá-lo em um Instituto de Biodiversidade que levará o seu nome.

Endereço: Av. Pará, S/N Campinas.
Telefone: 3233-5773
Horário de funcionamento: segunda a domingo, das 8h às 18h

Museu Zoroastro Artiaga

O Museu Zoroastro Artiaga foi o primeiro de Goiânia. Criado em 1946, no governo de Coimbra Bueno,  é localizado na Praça Cívica, e leva o nome do historiador e pesquisador que teve a preocupação de reunir um vasto material relacionado a Goiás e à fundação de Goiânia. Sua exposição permanente contempla aspectos arqueológicos, antropológicos, da cultura material indígena e da minerologia, grande parte coletada pelo historiador e pesquisador. Uma coleção de oratórios, documentos e fotos históricas registra a história de Goiás.

Endereço: Praça Cívica, Centro
Telefone: 3201-4676.
Funcionamento: Segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. Sábados, domingos e feriados das 9h às 15h

Museu da Imagem e do Som (MIS)

O local possui um amplo acervo de discos, fitas, gravações e filmes. A parte fonográfica tem 40 mil discos, parte doada pela Rádio Brasil Central. O museu traz a história da TV em Goiás a partir de fitas pertencentes à Coleção Brasil Central e passam por processo de restauração e digitalização. Toda a coleção das dez edições do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica) também integra o acervo do museu, criado em 1988.

Endereço: Centro Cultural Marietta Telles – Praça Cívica, Centro
Telefones: 3201- 4643 e3201-4644
Horário: Segunda a sexta, das 8h às 17h

Museu Antropológico da Universidade Federal de Goiás

Direcionado ao ensino e à pesquisa, o Museu Antropológico da Universidade Federal de Goiás (UFG), localizado na Praça Universitária, propõe a discussão sobre a região Centro-Oeste. Imagens, sentimentos, símbolos e objetos significativos permitem a construção da identidade regional. O museu promove seminários, oficinas, cursos e eventos diversos.

Endereço: Praça Universitária, Setor Universitário.
Telefone: (62) 3209-6010
Horário: segunda a sexta-feira, das 8h às 18 horas.

Museu Pedro Ludovico Teixeira

Instalado na antiga casa do fundador de Goiânia, Pedro Ludovico Teixeira, o museu traz uma decoração típica dos anos 40, em estilo Art Déco. Com móveis originais, amplo quintal e pomar repleto de árvores frutíferas, piscina (agora coberta), muro baixo que dá para a Rua Gercina Borges Teixeira, a casa se mantém intacta, como seu dono a deixou quando morreu em 1979.
Recentemente revitalizada, a biblioteca do museu possui centenas de livros, muitos deles doados pelo ex-governador Mauro Borges Teixeira, filho de Pedro Ludovico. Os documentos foram higienizados, catalogados e acondicionados. Em breve, serão digitalizados. A documentação só é liberada para a consulta de pesquisadores e historiadores.

Endereço: Rua Gercina Borges Teixeira (Rua 26), Centro.
Telefone: (62) 3201-4678
Horário: Terça a domingo, das 9h às 17h

Memorial do Cerrado

Em perfeita integração com a natureza, o museu abriga a estação Ciência São José do Instituto do Trópico Subúmido (ITS-UCG). Além da natureza preservada, a Vila Cenográfica de Santa Luzia, a réplica do Quilombo, a Fazenda Auto-sustentável, a Aldeia Timbira são algumas atrações. As primeiras habitações construídas de pau-a-pique remetem ao quilombo dos calungas. Animais empalhados recriam o habitat natural da fauna do cerrado. O Museu de História Natural apresenta objetos arqueológicos e de pesquisa.

Endereço: Câmpus 2 da UCG – Av.Engler S/N, Setor Jardim Mariliza (próximo ao Parque Ateneu).
Telefone: (62) 3946-1723
Horário: Segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. Domingos e feriados, das 8h às 17h com intervalo de 1h para o almoço.

Museu de Zoologia Professor José Hidasi

O Museu de Zoologia Professor José Hidasi fica no Zoológico de Goiânia e reúne mais de 300 espécies de animais empalhados, entre eles mamíferos, répteis e aves. O acervo pertencia ao professor José Hidasi.

Endereço: Zoológico de Goiânia, Alameda das Rosas, S/N – Setor Oeste, Goiânia.
Telefone: (62) 3524-2390
Horário de funcionamento: de quarta a domingo, das 8h30 às 16h

Tags